Em 65, Corinthians representa a Seleção, mas é derrotado

Poucas equipes nacionais tiveram o privilégio de defender a Seleção Brasileira e um destes times foi o Sport Club Corinthians Paulista. Isso aconteceu em 16 de novembro de 1965, e o adversário eram os ingleses do Arsenal. Mas talvez, não tenham escolhido a melhor do time paulista para este jogo, já que o Brasil fora derrotado: 2 a 0.

A partida aconteceu em Londres, no lendário estádio Highbury e além da fase corintiana ser terrível (atravessava um jejum de títulos que já durava 11 anos e ainda tinha mais 12 por vir), a fase brasileira já não era tão boa. O País vivia uma transição de gerações e por isso, mais tarde, não se deu muito bem na Copa do Mundo, disputada justamente na Inglaterra, e vencida pelos donos da casa.

Porém, o Arsenal que enfrentou o Corinthians travestido de Seleção Brasileira pouco auxiliou nessa conquista no que se refere à cessão de jogadores para a sua seleção. Dos 22 ingleses que fizeram história, apenas um era do Arsenal, ou atuou nessa partida de 65, o atacante George Eastham, que também nem entrou em campo no mundial.

Para fazer a partida o Corinthians sofreu muito com a mudança climática. Dois dias antes, havia sido derrotado pelo Santos, por 4 a 2, jogando sob um sol de 30º. Saiu de São Paulo para jogar na Europa com a incrível temperatura de -3 graus abaixo de zero. Para piorar, a camisa azul da Seleção Brasileira tinha mangas curtas.

Mesmo assim, os relatos contam que o time comandado por Osvaldo Brandão e que contava com o jovem Rivellino, de 19 anos, além de Edson Cegonha, Dino Sani e Flávio, entre outros, suportou bem a partida no primeiro tempo, que terminou empatado sem gols. Na segunda etapa, porém, Sammels marcou duas vezes e decretou o resultado da partida.

Poucos meses antes, quem representou a seleção foi o Palmeiras, na inauguração do estádio do Mineirão. Time com notória qualidade à época, o clube paulista não deu chances para os uruguaios, ao vencer a seleção daquele País, por 3 a 0. Três anos mais tarde, foi a vez do Atlético Mineiro, já com a base do time que seria campeão brasileiro em 1971, vencer a Iugoslávia, por 3 a 2.

Ficha técnica: Arsenal 2 x 0 Brasil

Arsenal
Burns (Fornell); Howe, Storey e Neil; Curt e McLintock; Skirton, Sammels, Baker, Eastham e Armstrong.
Técnico:Billy Wright.

Brasil
Marcial; Galhardo (Jair Marinho), Eduardo I e Clóvis; Edson Cegonha e Dino Sani; Rivellino, Marcos, Flávio, Ney e Geraldo (Gilson Porto).
Técnico: Osvaldo Brandão.

Data: 16 de novembro de 1965.
Local: estádio Highbury, em Londres, Inglaterra.
Competição: Amistoso.
Árbitro: H. Philips.

Por Raoni David
————————————————————–
When a club represented Brazil

Not many clubs had the chance to play with the Seleção colours, one of those cases was Sport Club Corinthians Paulista in 1965. The adversary on a 16th of November that year were The Gunners, playing in London, at the legendary Highbury Stadium.

The Brazilian team, and Corithians, were not in the best years, altougth Brazil won a second title in 1962, it was time to rebuild the team and they never got to the 1966 World Cup with real chances. Corinthians was in a drougth that lasted until 1977 without titles. Arsenal was not a big team back then, just giving striker Eastham to the English Team that won in 1966.

Corinthians had a problem with the weather uppon arriving in England, they left a sunny 30º São Paulo to arrive in London with -3º, and they had to play in short sleeves, as that was the only option available.

With all those dificulties the Brazilians managed to tie the forst half. Rivellino was a young promess of the club, Edson Cegonha, Dino Sani and Flavio were other notables. At the second half however Sammels scored twice to seal the home owners win.

A few months back Palmeiras had the chance to play in Brazilian clothes, They had a great team and defeated Uruguay with three goals. In 1971 Atlético Mineiro won Yugoslavians by 3 to 2.

Arsenal 2 x 0 Brazil

Arsenal
Burns (Fornell); Howe, Storey and Neil; Curt and McLintock; Skirton, Sammels, Baker, Eastham and Armstrong.
Coach: Billy Wright.

Brazil
Marcial; Galhardo (Jair Marinho), Eduardo I and Clóvis; Edson Cegonha and Dino Sani; Rivellino, Marcos, Flávio, Ney and Geraldo (Gilson Porto).
Coach: Osvaldo Brandão.

Date: 16th November 1965
Place: Highbury Stadium, London
Competition: Friendly
Referee: H. Philips.

Tradução de Fabricio Presilli

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s