Grandes jogadores brasileiros: Neto

José Ferreira Neto
Posição: Meia
Nascimento: 09/setembro/1966 – Santo Antônio da Posse /SP
14 jogos – 6 gols
Primeiro jogo: 12/09/1990 – Brasil 0×3 Espanha (Amistoso)
Último jogo: 21/07/1991 – Brasil 2×0 Chile (Copa América)

Cria das categorias de base dos times campineiros, primeiro da Ponte Preta e mais tarde do Guarani, Neto se consagrou com um dos maiores batedores de falta do país nos anos 90. Ele teve passagens discretas por São Paulo e Palmeiras antes de se tornar ídolo do Corinthians, onde conquistou seus principais títulos.

Aposta do técnico Paulo Roberto Falcão em 1990, em sua tentativa mal sucedida de revitalizar o time nacional após a fracassada campanha na Copa de 1990, Neto se tornou uma peça chave no esquema do técnico, sendo inclusive capitão da equipe em diversas oportunidades.

O gol mais marcante na passagem rápida de Neto pela Seleção, e também o primeiro, foi o do amistoso contra a seleção do Resto do Mundo. Após entrar no lugar de Pelé, ainda no primeiro tempo, Neto marcou o gol de honra do Brasil e ficou com a bola do jogo, que ele guarda até hoje.

Neto foi o principal jogador do Corinthians na conquista do Campeonato Brasileiro de 1990, o principal título do Timão até então. Habilidoso meia que conseguia finalizar muito bem as jogadas, além de ser um líder natural da equipe, fato que trouxe diversos problemas a Neto durante sua carreira.

Uma das principais polêmicas vividas pelo meia foi uma discussão com o árbitro José Aparecido de Oliveira em 1991 durante um clássico contra o Palmeiras, Neto foi expulso e deu uma cusparada no juiz. Após o lance ele foi suspenso por quatro meses do futebol e ficou marcado como “problemático” em campo.

Após a passagem vitoriosa pelo Corinthians, Neto jogou na Colômbia e em outros grandes clubes do país, sem tanto sucesso. Sofrendo com problemas de tornozelo e para controlar o peso, Neto encerrou a carreira em 1999, aos 33 anos. Ele atualmente é comentarista de futebol de canais de televisão.

Principais títulos conquistados durante a carreira
– Campeonato Brasileiro (1990)
– Campeonato Paulista (1987 e 1997)
– Medalha de Prata – Jogos Olímpicos de Seul (1988)

Por Fabricio Presilli
—————————————————————–
Brazilian greats: Neto

José Ferreira Neto
Position: Midfielder
Born: 09/September/1966 – Santo Antônio da Posse /SP
14 games – 6 goals
First jogo: 12/09/1990 – Brazil 0×3 Spain (Friendly)
Last jogo: 21/07/1991 – Brazil 2×0 Chile (Copa América)

Forged in the youth academy of the clubs in Campinas, first in Ponte Preta and later at Guarani, Neto is known as one of the best free kicks shooters of Brazilian football. He played for São Paulo and Palmeiras before his remarkable years at Corinthians.

When Paulo Roberto Falcão took charge of the Seleção, his first order of bussines was to bring new faces to the team, Neto was one of those new to the national team, even becoming the team capitain sometimes. He also played in the following years Copa América.

The most important goal of Neto’s short time at the Seleção was the first, in the friendly of Pelé’s anniversary in 1990, he scored Brazil’s only goal of the match and won as a gift the ball of the game, which he keeps until these days.

Neto was the main player of Corinthians first Campeonato Brasileiro title, in 1990. A skillful lefty midfielder, that had the ability to score some goals as well, and got himself in lots of troubles during his carreer.

One of the most contreversial things he did was an altercation with referre José Aparecido de Oliveira in 1991. Neto was mad because the ref sent him out of a derby against Palmeiras, and he spited in the referre’s face. The result was a ban for four months.

After his winning years in Corinthians, Neto went to Colômbia and some other clubs in Brazil. With physical and weigth issues he had to retire in 1999, at the age of 33. He is now a commentator in Brazilian TV.

Main titles during his career
– Campeonato Brasileiro (1990)
– Campeonato Paulista (1987 and 1997)
– Silver Medal – Seoul Olympics (1988)

Tradução de Fabricio Presilli

Grandes jogadores brasileiros: Luís Carlos Winck

Luís Carlos Coelho Winck
Posição: lateral direto
Nascimento: 05/janeiro/1963 – Portão/RS
17 jogos – 1 gol
Primeiro jogo: 25/04/1985 – Brasil 2×1 Colômbia (Amistoso)
Último jogo: 06/06/1993 – Brasil 2×0 Estados Unidos (US Cup)

Formado nas bases do Internacional, o lateral direito Luís Carlos Winck talvez seja um dos melhores jogadores brasileiros que não conseguiram ir à uma Copa do Mundo.

Após jogar quase a década de 80 inteira no colorado, Winck se transferiu em 1989 para o Vasco, ganhando no clube carioca seu único título nacional. Já na Seleção sua carreira se resume a alguns amistosos e jogos oficiais de menor importância, uma Copa América (1993) e dois Jogos Olímpicos (1984 e 1988).

Curioso notar que Luis Carlos é um de apenas dois jogadores que ganharam duas medalhas de prata, nas Olimpíadas que o Brasil perdeu na final. Apenas Ademir e Winck estavam nos grupos dos dois Jogos. O lateral tem apenas um gol pelo time oficial do Brasil, exatamente no seu último jogo contra os Estados Unidos.

Depois do título nacional de 1989, Luís Carlos teve uma séria contusão, que acabou o tirando da disputa por um lugar na Copa de 1990. Diversas transferências, praticamente uma por ano entre 1990 e 1996, fizeram Winck jogar por grandes clubes nacionais como Grêmio, Flamengo, Corinthians e Atlético Mineiro, antes de se aposentar em 1996 no São José gaúcho.

Hoje treinador no norte do país, onde já dirigiu equipes nos estados do Maranhão, Piauí e Amazonas, Winck está atualmente envolvido em um projeto do São Raimundo, clube de Manaus, para o retorno às principais divisões do futebol nacional.

Principais títulos conquistados durante a carreira
– Campeonato Brasileiro (1989)
– Campeonato Carioca (1992)
– Medalha de Prata nos Jogos Olímpicos (1984 e 1988)
– Campeonato Gaúcho (1981, 1982, 1984, 1991, 1993 e 1994)

Por Fabricio Presilli
—————————————————————
Brazilian greats: Luís Carlos Winck

Luís Carlos Coelho Winck
Position: right back
Born: 05/January/1963 – Portão/RS
17 games – 1 goal
First game: 25/04/1985 – Brazil 2×1 Colombia (Friendly)
Last game: 06/06/1993 – Brazil 2×0 USA (US Cup)

Brought to football in the youth academy at Internacional, the right back Luís Carlos Winck is probably one of the best players that never had the chance of playing a World Cup game.

After playing almost the entire 80’s in the south, Winck went to Rio in 1989 and won the Brazilian Championship with Vasco, his only national title. Playing for the national side Luís made to the Olympics twice, in 1884 and 1988,and a Copa América in 1993.

The curious thing is that Winck is one of only two players that were in both Brazilian teams that lost in a final Olympic match, in 1984 and 1988, the back Ademir is the other one. His only goal in the Seleção came in his last game with the team, against USA.

After the national title in 1989, Luís Carlos suffered a serious injury that kept him out of the group that went to Italy to the World Cup in 1990. Once a year he changed teams, always big clubs in Brazil, Winck played for Corinthians, Flamengo, Grêmio and Atlético Mineiro before deciding to retire in 1996.

Nowadays he is a coach in the northern states of Brazil, currently involved with the attempt of São Raimuindo, a club based in Manaus, of getting into the main divisions of Brazilian football before 2014.

Main titles during his career
– Campeonato Brasileiro (1989)
– Campeonato Carioca (1992)
– Silver Olympic Medal (1984 e 1988)
– Campeonato Gaúcho (1981, 1982, 1984, 1991, 1993 e 1994)

Tradução de Fabricio Presilli